top of page

LOVE TRASH FORMA MAIS UMA TURMA DE COSTUREIRAS

Em cerimônia emocionante, mães recebem certificado de costura profissional


O Projeto Love Trash, que promove transformação socioambiental por meio de capacitação profissional e reutilização de resíduos têxteis, formou mais uma turma em 13/12, na Sede da Fundação, no bairro da Iputinga. O curso tem como um de seus objetivos, ajudar na formação técnica das mães de crianças e adolescentes que são atendidos no Centro Especializado em Reabilitação CER IV da Fundação Altino Ventura - FAV, a conseguirem sua independência financeira.


A cerimônia contou com a presença da Presidente do Conselho Curador da FAV, Dra. Liana Ventura, a Fundadora e Líder do Projeto, Bel Nascimento, Natália Borges, Professora de Costura do Projeto, ? Marilene Monte, da Coordenadora Administrativa do CER IV, Kátia Liu, e também de duas madrinhas do Projeto, Roberta Caribé e Solange Aguiar, que durante a programação, acompanharam os depoimentos emocionantes das participantes.

“Quero agradecer a todos dessa comunidade. Fico super emocionada e feliz de ter dado meu sim e de permanecer servindo as pessoas com amor. Como diz uma música: “Fé na vida, fé no homem, fé no que virá. Nós podemos muito. Nós podemos mais...”. Conto com todas as pessoas, que elas possam chegar junto para que a gente costure todas as partes que precisam ser unidas. A Love Trash é FAV e a FAV é Love Trash, somos um conjunto de forças, não existe ninguém melhor que o outro, somos todas as partes desse corpo que vem sendo costurado”, falou Bel Nascimento.


Solange Aguiar, uma das madrinhas do Projeto, enxerga o curso como uma perspectiva de mudança e de esperança para as participantes. “Isso é uma forma de transformar vidas, de dar oportunidades. Esse projeto não só envolve capacitação profissional, as mães estão tendo a oportunidade de ter uma nova profissão, de resgatar a dignidade e se sentir empoderada”, comentou. “Foi com grande satisfação que eu participei dessa iniciativa da FAV junto com a Love Trash. É fantástico ver os olhos brilharem, é o maior presente que poderíamos ter”, concluiu.


“Primeiramente só tenho a agradecer, porque acho que foi uma oportunidade para a gente ajudar a essas mulheres guerreiras e trabalhadoras. Agradecer a FAV por proporcionar isso, a Bel da Love Trash e as funcionárias daqui. Tudo isso começou no encontro do Lide Mulher aqui na Fundação e está gerando esses frutos. Espero que deem mais frutos e estaremos aqui juntos com todos para poder ajudar”, disse Roberta Caribé, que também compõe o quadro de madrinhas do Projeto.


EXPEDIENTE

Editor-Chefe: Phelipe Cavalcante

Redação: Vitória Batista

Fotografia: Cristiana Dias e Vitória Batista




Comments


bottom of page