top of page

FAV É DESTAQUE NA TV GLOBO DE PERNAMBUCO

Em edição especial, o NETV 1ª Edição teve como principal assunto a Fundação Altino Ventura, ao vivo, direto da Sede da Instituição


A TV Globo, por meio do programa jornalístico NE1, dedicou uma edição especial para a Fundação Altino Ventura - FAV, no dia 13/12, e mostrou a essência da Instituição ao longo de toda a sua programação incluindo as imagens aéreas do Globocop. Transmitido de segunda a sábado, das 11h45 às 13h, o programa é considerado o principal noticiário televisivo em audiência do Estado, nesta faixa de horário, e atualmente tem a apresentação âncora Maristela Nis. Os telespectadores se emocionaram ao acompanhar as histórias dos pacientes, colaboradores e dos serviços realizados no Centro Especializado em Reabilitação - CER IV.


Duas equipes se dividiram para realizar a cobertura ao vivo, a repórter Luna Markman passeou pelo espaço de acolhimento, criado com o intuito de oferecer um ambiente confortável para famílias que vêm de locais distantes, onde conversou com as mães que desfrutam do espaço junto com suas crianças. O ginásio terapêutico também fez parte do percurso da jornalista, que acompanhou o tratamento lúdico de crianças com deficiência, e, por fim, visitou a área terapia aquática, apresentando ao público a história da atleta Luana, que apesar de sua paralisia cerebral, conquistou diversas medalhas através da modalidade esportiva bocha, e continua evoluindo no tratamento graças à Fundação.


Já o repórter Lucas de Sena, se surpreendeu enquanto percorria os corredores de consultórios, polos de retina e atendimento no térreo. Seu foco foi esclarecer para os telespectadores, quais as transformações que a FAV causa na vida de seus pacientes, e o que fazer para conseguir o encaminhamento necessário e ser assistido no complexo hospitalar. Rafael Santos, que antes da cirurgia de refrativa mal enxergava por conta de 11 graus nos dois olhos, foi entrevistado e enfatizou que as dificuldades de depender completamente dos óculos eram das mais diversas. “Eu trabalhava num pet shop, e na hora de dar banho nos animais o óculos molhava todo, e para limpá-lo, eu também precisava enxergar. Depois da cirurgia a expectativa é que reduzisse para 2 graus em cada olho, e para a nossa surpresa, fiquei com menos de 1”, comemorou.


O trabalho singular da Dra. Ketyanne Barros foi evidenciado em uma reportagem conduzida pela jornalista Camila Torres, nela, a instrutora de braile conta que perdeu completamente a visão quando ainda era uma bebê por conta de um câncer na retina dos olhos. Começou a frequentar a Fundação Altino Ventura, no Recife, como paciente ainda na infância, após amputar os dois olhos, e retornou como instrutora voluntária. O trabalho de Ketyanne faz a diferença na vida de pessoas como o ex-treinador de goleiros Izaque Rodrigues. Além das aulas de braile, a instrutora ensina os pacientes a utilizarem tecnologias assistivas. “Ketyanne está me trazendo a vida. A questão do celular também, que é a tecnologia assistiva, ela me deu também esse apoio. Se eu chego aqui com dúvidas, ela tira. Chegar a ler o alfabeto em braile é uma vitória tremenda. Essa liberdade que ela está me oferecendo é impagável”, contou José Rodrigues.


Confira a galeria de imagens no slideshow abaixo:





Editor-Chefe: Phelipe Cavalcante

Redação: Ágatha Cavalcanti

Fotografia: Cristiana Dias

Colaboração: Ismael Santos


Kommentarer


bottom of page